No mês de fevereiro deste ano, comemora-se o aniversário da Biblioteca de São Paulo (BSP) que comemorou 10 anos de existência e nos dias 15 e 16, tive a oportunidade de fotografar parte destas comemorações.

A BSP foi inaugurada em fevereiro de 2010. Instalada dentro o Parque da Juventude onde anteriormente funcionava o presídio do Carandiru. A biblioteca te a gestão da SP Leituras, com um conceito de “biblioteca viva”.

Para quem não conhece, logo ao entrar e percorrer o espaço já percebe que existe algo diferente no acesso, acervo, visual, estrutura, acessibilidade e uma política voltada a inclusão social.

Quem aproveita para passear pelo parque, tem uma sensação um tanto diferente, é um parque que acolhe, que recebe a população sem fazer distinção, e, dentro de um espaço que a pouco mais de duas décadas era sinônimo de morte, de isolamento, cárcere! Esta memória não se desliga do parque, une-se a ele como quem pretende fazer que seu frequentador celebre sua liberdade.

A BSP integra-se a este espaço, possibilitando a integração social,  educação, conhecimento, liberdade, vida!

Foi um mês muito especial com várias exposições, palestras e atividades para celebrar este décimo aniversário.

comemorações do dia 15

No dia 15, no auditório da BSP, pude registrar um bate-papo com Pedro Bandeira (https://www.ebiografia.com/pedro_bandeira/), escritor infanto-juvenil com mais de duas dezenas de títulos publicados e vários prêmios recebidos durante sua carreira.

Também foi montada uma “oficina minichef” com o chef Andy Giacometti (https://facebook.com/andy.giacometti), onde as crianças puderam criar canapés, cakes e docinhos que depois foram  usados para decorar uma mesa onde foi cantado o parabéns para a os 10 anos da BSP. Por fim, as crianças puderam degustar (devorar, rsss) as delícias que eles mesmos produziram.

Além disso, no auditório, pude registrar um Bate-papo sobre a literatura brasileira contemporânea com os autores Cidinha da Silva ( http://cidinhadasilva.blogspot.com/ ), Marcelino Freire ( https://www.ebiografia.com/marcelino_freire/ ) e Roberta Estrela D’alva ( https://facebook.com/robertaestreladalva ).

Ainda no dia 15 o grupo Parlapatões apresentou o espetáculo “Os Mequetrefe”. Foi sensacional e causou gargalhadas incontroláveis da plateia. Criatividade e humor é o que não falta para essa turma, não conhece? Vale a pena visitar o site http://parlapatoes.com.br/

Aniversário da biblioteca, dia 16

No dia 16, teve a exposição “Jogos do Mundo” com vários jogos curiosos, onde foi possível obter instruções de como funciona cada jogo e, principalmente jogá-los.

A principal atração, que fechou o dia, foi apresentação do agrupamento musical do Consulado da Portela de São Paulo, apresentando grandes sucessos de compositores da Portela, seguido dos músicos da Geração Portela em Paraisópolis. Depois da apresentação no auditório, saíram em cortejo na parte externa da BSP.

Não poderia deixar de citar a dupla fantástica dos palhaços Jacinto e Sandoval, que saíram pela BSP fantasiados de jornalistas, com microfone e câmera de vídeo, entrevistando crianças, jovens e adultos e fazendo muitas palhaçadas, interagindo com o público.

Além dessas atividades que citei, muitas outras ocorreram no aniversário da biblioteca neste período como, Oficina Maker: Corrida Maluca – oficina onde as crianças puderam construir um carro com bateria, Oficina de poesia, Hora do conto – contação de histórias da literatura infanto juvenil, aula de yoga, entre outros.

Conheça um pouco mais sobre a BSP no site bsp.org.br.